Desde o início da humanidade, a natureza e suas complexidades têm trazido grande interesse de grandes nomes da ciência, tais como: Galileo Galilei, Sir Isaac Newton, Gregor Mendel, Charles Darwin e muitos outros. O estudo dos organismos que compõe essa complexidade natural, consequentemente, levou a enormes descobertas através da pesquisa científica, pois possibilitou a descoberta da penicilina por Alexander Fleming, na década de 1940; a descoberta do DNA, por James Watson, Francis Crick e Rosalind Franklin, em 1953; e, até mais recentemente, a descrição da ferramenta de edição genômica, denominada por CRISPR-Cas9, por Emmanuelle Charpentier, Jennifer Doudna e Feng Zhang, em 2012, que possibilitou. Esta última descoberta, tem repercutido mundialmente, pois poderá possibilitar uma nova e ambiciosa perspectiva na cura/tratamento de doenças genéticas. Desse modo, o estudo dos mecanismos básicos que permeiam a sobrevivência e adaptação de organismos causadores de doenças infecciosas e parasitárias, bem como associadas a doenças genéticas, devem ser encorajadas e reforçadas com uma formação sólida que permite a formação de profissionais qualificados.

Coordenador da área de Ciências Biológicas no CoNMSaúde:

Lucas Silva de Oliveira
Doutorando em Patologia Molecular pela Faculdade de Medicina (FM) da Universidade de Brasília (UnB) (Conceito CAPES 6). Atualmente é pesquisador convidado do “Muséum National d’Histoire Naturelle (MNHN)”, em Paris, França, como parte do seu doutorado-sanduíche (2019/2020), sob supervisão do Prof. Philippe Grellier, atual chefe do departamento “UMR7245-CNRS/MNHN, Molécules de Communication et Adaptation des Micro-organismes (MCAM)”. Mestre em Medicina Tropical e Saúde Pública (Conceito CAPES 5) com ênfase em Bioquímica e Biologia Molecular de microrganismos patogênicos pelo Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública (IPTSP) da Universidade Federal de Goiás (2014). Licenciado e Bacharel em Ciências Biológicas pela Faculdade Anhanguera de Anápolis (2011). Possui relevante experiência em genômica funcional/estrutural, espectrometria de massas (MALDI-Q-ToF-MS/MS e ESI-UPLC-MS/MS), proteômica, imunoproteômica, CRISPR-Cas9 e ensaio de proximidade APEX-2 de microrganismos patôgenicos. É membro sócio-fundador da Sociedade Brasileira de Ciências Aplicadas a Saúde (SBCSaúde), ocupando a posição de primeiro secretário, sendo que a mesma instituição realiza anualmente as edições do Congresso Multidisciplinar da Saúde (CoNMSaúde).